Desentupidora em São Paulo

Desentupidora em BERTIOGA (11) 98776-7059 -99739-5404

Bertioga é um município do estado de São Paulo, na Região Metropolitana da Baixada Santista, microrregião de Santos. A população aferida pelo IBGE no censo de 2010 era de 47 645 habitantes. A população estimada pelo IBGE em 2016 era de 59 297.[5] A área do município é de 490,148 km², o que resulta numa densidade demográfica de 115,38 hab./km². Índice 1 Estância Balneária [8] 2 História [8] 3 Geografia 3.1 Clima 3.2 Demografia 3.3 Hidrografia 3.4 Praias 3.5 Transporte 3.6 Rodovias 4 Economia [15] 5 Comunicações 6 Igreja Católica 7 Forte São João 8 Pontos turísticos 9 Ver também 10 Referências 11 Ligações externas Estância Balneária [8] Ver artigo principal: Estância turística (São Paulo) Bertioga é um dos quinze municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Balneária, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais. Bertioga possui 33 km de praias próprias para o banho, que oferecem momentos de lazer e a prática de diversos esportes, já que possui excelente condições de balneabilidade. As praias se dividem em Enseada, São Lourenço, Itaguaré, Guaratuba e Boraceia. História [8] Seu nome tem sua origem no tupi antigo falado na costa brasileira, através do termo tupi piratyoca, que significa “casa do peixe branco”. Para outros, no entanto, Bertioga tem origem no termo tupi buriquioca, que significa “casa do muriqui”. A teoria mais aceita é que Bertioga significa “casa do muriqui” em tupi. Durante o início da colonização portuguesa, no século XVI, a região era considerada de transição entre o território tupinambá, que ia desde o cabo de São Tomé, no atual estado do Rio de Janeiro, até o rio Juqueriquerê, em Caraguatatuba e o território dos tupiniquins, que ia desde as cercanias de São Vicente, passando por Itanhaém e Peruíbe, até Cananeia. O povoamento da região teve início no ano de 1531, quando Martim Afonso de Sousa, nomeado Governador Geral da Costa do Brasil, aportou às águas da antiga Buriquioca. Com a intervenção de João Ramalho, Martim Afonso deixou em terra alguns homens para realizar ali uma primeira feitoria da nova fase, ou um pequeno fortim, partindo em seguida rumo ao sul, dirigindo-se para o outro lado da ilha, para fundar oficialmente a vila de São Vicente, em 1532. Sofrendo constantemente ataques dos tupinambás de Ubatuba (que não era a atual cidade paulista de Ubatuba, mas uma aldeia tupinambá na região da atual cidade fluminense de Angra dos Reis), que se reuniam com suas canoas em Yperoig (esta sim, a atual cidade de Ubatuba), os portugueses de São Vicente decidiram construir o forte de São João de Bertioga para se defender dos ataques dos tupinambás, em 1547. Esse forte é considerado a mais antiga fortificação portuguesa no Brasil e foi tombada em 1940 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Os índios tamoios fizeram uso de passagem no sítio Barra de Bertioga, que passaram a ser impedidos pelos 5 irmãos Braga: João, Diogo, Domingo, Francisco e André.[9] Pelo forte, em 1552, ficou responsável Hans Staden, um mercenário alemão a serviço do rei de Portugal. Staden foi capturado pelos tupinambás e, posteriormente, libertado por intervenção dos franceses, aliados dos tupinambás. Retornando à Alemanha, escreveu um livro sobre suas aventuras no Novo Mundo (História verídica e descrição de uma terra de selvagens, nus e cruéis comedores de seres humanos, situada no Novo Mundo da América, desconhecida antes de depois de Jesus Cristo nas terras de Hessen até os dois últimos anos, visto que Hans Staden, de Homberg, em Hessen, a conheceu por experiência própria e que agora a traz a público com essa impressão[10]). Esse livro vendeu muito na época, principalmente pelas descrições dos banquetes antropofágicos praticados pelos tupinambás. O mesmo livro foi base para o filme Hans Staden, de 1999. Foi no Forte de São João de Bertioga que, em 1563, os jesuítas Manuel da Nóbrega e José de Anchieta se hospedaram, por cinco dias, antes de irem para Ubatuba tranquilizar os índios revoltados na Confederação dos Tamoios. Foi também de Bertioga que Estácio de Sá e sua esquadra partiram, em 1565, para dar combate aos franceses e fundar a cidade do Rio de Janeiro. O sítio primitivo de Bertioga era uma pequena linha de praia protegida pelo outeiro de Buriquioca, hoje Morro da Senhorinha. O antigo núcleo estendeu-se também pelo outro lado da barra, onde, em meados do século XVI, fora fundada a Ermida de Santo Antônio de Guaibê. Nos primórdios do século XVIII, com o uso do óleo de baleia para iluminação pública e particular, Bertioga passou a ter grande importância, graças à criação da Armação das Baleias, para a pesca da baleia, e onde foram construídos grandes tanques para depósito de óleo desses animais. Assim, durante certo tempo, o azeite de Bertioga contribuiu para a iluminação de Santos, São Vicente, São Paulo, São Sebastião e, em parte, também do Rio de Janeiro. Durante muito tempo, Bertioga conservou-se como um núcleo de pescadores, com cerca de duas dúzias de casas defronte do porto da barca e três pequenas casas de comércio. Somente na década de 1940 que o pequeno núcleo de pescadores começou a despertar para sua grande função: a de Estância Balneária. Com a melhoria das vias de acesso e com a construção de estradas e cobertura de asfalto da estrada que corta o Guarujá em direção ao ferryboat que liga a Ilha de Santo Amaro a Bertioga, iniciou-se uma grande expansão urbana da vila. Nesta época, em 1944, Bertioga (e toda extensão territorial norte) foi transformada oficialmente em distrito de Santos. Após dois movimentos pró-emancipação, um em 1958 e outro em 1979, Bertioga finalmente conquistou sua autonomia no dia 19 de maio de 1991, separando-se de Santos. Em 1979 o famoso criminoso de guerra Josef Mengele, médico responsável por atos monstruosos no campo de concentração de Auschwitz, morreu em Bertioga enquanto nadava no mar.[11][12] Geografia Seus limites são Mogi das Cruzes, Biritiba-Mirim e Salesópolis a norte, São Sebastião a leste, o Oceano Atlântico a sul com o Guarujá (com a ilha de Santo Amaro defronte à cidade) e Santos a oeste. Clima Gráfico climático para Bertioga J F M A M J J A S O N D 247 2819 291 2820 226 2819 172 2617 128 2315 101 2214 89 2114 92 2214 123 2315 168 2516 173 2617 193 2718 Temperaturas em °C • Precipitações em mm Fonte: Tempo Agora O clima de Bertioga é o subtropical úmido, com verões quentes e invernos relativamente frios, com a ausência de mês seco, sendo julho o mês mais frio com média de 17 °C e o mês mais quente é fevereiro, com média de 30°. Demografia Dados do Censo – 2010 População total: 47.645 Urbana: 46.818 (98,42%) Rural: 754 (1,58%) Homens: 23.769 (49,96%) Mulheres: 23.803 (50,04%) Densidade demográfica (hab./km²): 97,21 Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 18,38 Expectativa de vida (anos): 69,93 Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 3,08 Taxa de alfabetização: 91,74% Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,730 IDH-M Renda: 0,744 IDH-M Longevidade: 0,749 IDH-M Educação: 0,882 (Fonte: IPEADATA) Hidrografia Atlântico Rio Itapanhaú Rio Guaratuba Rio Itaguaré Praias Praia da Enseada (Bertioga) – 11,6 km Praia da Vista Linda Praia do Indaiá (Bertioga) Praia de São Lourenço (Bertioga) – 4,5 km Praia de Itaguaré – 3,2 km Praia de Guaratuba (Bertioga) – 8km Praia de Boraceia [13][14] – 3,4 km Transporte Liga-se com o planalto pela Rodovia Mogi-Bertioga (SP-98) (ao norte), com a Ilha de Santo Amaro (Guarujá) por meio de um serviço de ferry-boat (ao sul), com Santos (a oeste) e São Sebastião (a leste) pela Rodovia Rio-Santos (SP-55/BR-101). Fica no município a pequena Vila de Itatinga, que tem acesso restrito a visitantes. O único acesso a Vila de Itatinga é feito ao final da Rua Manoel Gajo, onde existe um pequeno ferryboat, de onde é feita a travessia do rio Itapanhaú através de uma barca cedida pela CODESP (empresa que mantém o controle da vila). Após a travessia, é necessário percorrer aproximadamente 7 km de trilhos, no sopé da Serra do Mar, sobre um simpático bondinho. O percurso é repleto de belas paisagens, é comum ver animais à solta, bem como belas cachoeiras e riachos. Na Vila de Itatinga, moram cerca de 70 famílias dos trabalhadores da usina de Itatinga, que gera energia para o porto de Santos. Rodovias SP-55 SP-61 – Rodovia Ariovaldo de Almeida Viana SP-98 – Rodovia Mogi-Bertioga Economia [15] Bertioga é uma das cidades que mais crescem no Brasil, com forte atividade da construção civil, comércio, hotelaria e boa gastronomia. Apesar de tantas mudanças, a Cidade mantém a cultura caiçara, celebrada em eventos como a Festa da Tainha (entre junho e julho) e a Festa do Camarão na Moranga (entre agosto e setembro). A economia de Bertioga é baseada no turismo (que inclui a rede hoteleira), na construção e no comércio. Comunicações A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[16], que construiu as centrais telefônicas utilizadas até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[17], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[18] para suas operações de telefonia fixa, Em 2002 a empresa INTERVEL TELECOM iniciou a primeira rede fibra ótica da cidade levando internet de alta velocidade e qualidade e milhares de moradores do município. Igreja Católica A Igreja está situada no centro da cidade e denomina-se São João O município pertence à Diocese de Santos. Forte São João O Forte São João foi a primeira fortificação do Brasil. Antes batizado de Forte San Tiago na época de sua fundação por volta de 1547.[3][4] Hoje o monumento histórico anda esquecido pela prefeitura, uma vez que muitos artigos originais do forte foram levados pelo IPHAN. Pontos turísticos Forte de São João. Forte de São João da Bertioga Foz do Rio Itaguaré Morro de São Lourenço Riviera de São Lourenço Praia de Itaguaré Rio Itaguaré SESC Bertioga Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 01.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 02.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 03.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 04.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 05.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 06.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 07.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 10.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 08.jpg Bertioga,litoral norte paulista,Sao Paulo,Brasil 09.jpg Ver também Baixada Santista Diocese de Santos Referências Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 1 de fevereiro de 2011 «Conheça a história de Bertioga». Prefeitura do Município de Bertioga. Consultado em 20 de abril de 2015 Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome hist «Estimativa populacional 2017 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 31 de agosto de 2017 «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de agosto de 2013 «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 «Conheça a história de Bertioga». Prefeitura de Bertioga. Consultado em 9 de junho de 2019 FABRA, Carlos. São Vicente – Primeiros Tempos. 2010 STADEN, H. Duas viagens ao Brasil. Porto Alegre: L&PM, 2010. p. 9 Nazismo: a segunda morte de Josef Mengele no Brasil Josef Mengele: os 40 anos da morte do médico nazista que viveu 17 anos em SP «Praias de Bertioga». Guia Viagens Brasil. Consultado em 27 de março de 2018 https://qualipraia.cetesb.sp.gov.br/qualidade-da-praia/bertioga.phtml «Bertioga comemora 28 anos de emancipação no domingo (19)». Prefeitura de Bertioga. 15 de maio de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) «Nossa História». Telefônica / VIVO GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 Ligações externas O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Bertioga «Página da prefeitura» «Página da câmara municipal» «Bertioga no WikiMapia» [Expandir]vde Bandeira do estado de São Paulo.svg Litoral de São Paulo [Expandir]vde Bandeira de Santos (São Paulo).svg Região Metropolitana da Baixada Santista [Expandir]vde Bandeira de São Paulo Telecomunicações em São Paulo [Expandir]vde Estado de São Paulo Parque Estadual da Serra do Mar Portal do Brasil Portal de São Paulo Categorias: BertiogaFundações no Brasil em 1547Municípios históricos do Brasil Esta página foi editada pela última vez às 13h08min de 24 de setembro de 2021. Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais. Para mais detalhes, consulte as condições de utilização. Conheça a história de Bertioga >> DADOS GERAIS População Censo 2010: 47.645 População estimada: 55.138 Área da unidade territorial (km²): 490,148 Densidade demográfica (hab/km²): 97,21 Limites: Ao Norte: Salesópolis, Biritiba Mirim e Mogi das Cruzes; a Leste: São Sebastião; a Oeste: Santos; a Sul: Guarujá e Oceano Atlântico Gentílico: bertioguense Bioma: Mata Atlântica Distrito: criado em 30 de novembro de 1944 (Santos) Subprefeitura: 1946 (Santos) Plebiscito para a emancipação: em 19 de maio de 1991 acontece o plebiscito e a população vota favoravelmente à emancipação do distrito, que pertencia a Santos. Município: criado em 30 de dezembro de 1991, Bertioga é reconhecida oficialmente como Estância Balneária. Lei Orgânica do Município: promulgada em 12 de março de 1993. Região Administrativa: de Santos Região de Governo: de Santos Aniversário: 19 de maio Prefeito: José Mauro Dedemo Orlandini Vice-prefeito: José Nunes Viveiros Santo Padroeiro: São João Batista Altitude: 10 metros em relação ao nível do mar Coordenadas geográficas: Latitude – 23º 50´47” e Longitude – 46º 08´21” CEP: 11250-000 DDD: 13 >> HISTÓRIA DE BERTIOGA Bertioga surge na História do Brasil com a importância de um dos primeiros pontos geográficos com povoamento regular. Estes locais eram destinados à defesa do povoamento e foram palco de grandes batalhas entre a civilização, representada pelos portugueses de Martim Afonso de Sousa, e a barbárie, representada pelos tamoios de Aimberê, Caoaquira, Pindobuçu e Cunhambebe, em constantes incursões contra os colonizadores. Seu povoamento teve início no ano de 1531, quando Martim Afonso de Sousa, nomeado Governador Geral da Costa do Brasil, aportou às águas da antiga Buriquioca. Com a intervenção de João Ramalho, Martim Afonso deixou em terra alguns homens para realizar ali uma primeira feitoria da nova fase, ou um pequeno fortim, partindo em seguida rumo ao sul, dirigindo-se para o outro lado da ilha, para fundar oficialmente a Vila de São Vicente. Surge, nesta época, Diogo de Braga, personagem de origem desconhecida e que parecia viver entre os índios e agregados. Era casado com uma índia e já estava em Bertioga anos antes da chegada de Martim Afonso, falando corretamente a língua dos tupis. A ele, e seus cinco filhos e mais companheiros deixados pelo governador e donatário, se devem as tentativas de formação da primeira colônia e a construção de uma pequena estacada, que deu origem ao atual Forte São João. Esta área constituiu-se importante ponto estratégico na defesa e vigia do caminho natural de tamoios e franceses. Hans Staden fez relatos bem vivos dos frequentes assaltos. Daí a necessidade de ser fortificado o local, o que foi feito em ambos os lados da Barra: Fortaleza de São Tiago de Bertioga, ou São João, no trecho continental, e forte de São Luís, ou São Felipe, na fronteira ilha de Santo Amaro. Essa fortificação só se efetivou em 1547, após ataques dos índios tupinambás, que incendiaram a primeira paliçada existente. Testemunha de inúmeros acontecimentos decisivos para a História do Brasil, o Forte São João tornou-se um símbolo para Bertioga e um marco para a história do país. Foi nele que, em 1563, os jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta se hospedaram, por cinco dias, antes de irem para Ubatuba apaziguar os índios revoltados na Confederação dos Tamoios. Foi também de Bertioga que Estácio de Sá e sua esquadra partiram, em 1565, para dar combate aos franceses e fundar a cidade do Rio de Janeiro. O sítio primitivo de Bertioga era uma pequena linha de praia protegida pelo outeiro de Buriquioca, hoje Morro da Senhorinha. O antigo núcleo estendeu-se também pelo outro lado da barra, onde, em meados do século XVI, fora fundada a capela de Santo Antônio de Guaíbe. Nos primórdios do século XVIII, com o uso do azeite de baleia para iluminação pública e particular, Bertioga passou a ter grande importância, graças à criação da Armação das Baleias, para a pesca da baleia, e onde foram construídos grandes tanques para depósito de óleo desses animais. Assim, durante certo tempo, o azeite de Bertioga contribuiu para a iluminação de Santos, São Vicente, São Paulo, São Sebastião e, em parte, também do Rio de Janeiro. Durante muito tempo Bertioga conservou-se como um núcleo de pescadores, com cerca de duas dúzias de casas defronte do porto da barca e três pequenas casas de comércio. Somente na década de 40, o pequeno núcleo de pescadores começou a despertar para sua grande função: a de Estância Balneária. Com a melhoria das vias de acesso, com a construção de estradas e cobertura de asfalto da estrada que corta o Guarujá em direção ao ferry-boat, e que faz a travessia que liga à Ilha de Santo Amaro à Bertioga, iniciou-se uma grande expansão urbana da vila. Nesta época, em 1944, Bertioga (e toda extensão territorial norte) foi transformada oficialmente em distrito de Santos. Após dois movimentos pró-emancipação, um em 1958 e outro em 1979, Bertioga finalmente conquistou sua autonomia no dia 19 de maio de 1991. A População compareceu às urnas, realizando o plebiscito que resultaria na emancipação do distrito. Das 3.925 pessoas que votaram 3.698 foram favoráveis à independência de Bertioga. No ano seguinte, foram realizadas as primeiras eleições da cidade, consolidando sua autonomia e elegendo seu primeiro prefeito. >> ESTÂNCIA BALNEÁRIA Bertioga é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Essa categoria garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. O município também passa a ter o direito de agregar ao seu nome o título de Estância Balneária, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais. >> ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS O Município possui população bastante jovem, embora a base de sua pirâmide etária tenha se estreitado na última década. Em 2010, mais de 50% de sua população possuía menos de 30 anos de idade. A população de 30 até 60 anos correspondia a 41,5% da população total. Entre 2000 e 2010, percebe-se um ligeiro aumento no envelhecimento da população de Bertioga. Nesse período os habitantes com mais de 65 anos passaram de 3% para 5% sobre a população total. Em relação à classificação da população de acordo com as categorias de cor e raça utilizadas pelo IBGE, a população residente de Bertioga acompanha parte dos municípios litorâneos paulistas, onde o percentual da população parda e negra, sobre a população total, está acima do percentual verificado para o Estado de São Paulo. Embora bastante reduzida, a presença de população indígena no território de Bertioga é também maior do que no Estado de São Paulo. O município possui 31% dos domicílios com renda familiar de até 2 salários mínimos, 44% dos domicílios com renda entre 2 e 5 salários mínimos e 16% com renda domiciliar entre 5 e 10 salários mínimo. Bertioga passou de 26.149 domicílios em 2000 para 44.834 domicílios em 2010, acompanhando o crescimento populacional ocorrido neste mesmo período. Uma importante característica do perfil dos domicílios de Bertioga, condizente com sua condição enquanto município turístico e de veraneio, é a existência de grande quantidade de domicílios de uso ocasional, isto é, o domicílio particular permanente que serve ocasionalmente de moradia, geralmente usado para descanso nos fins de semana, férias, entre outras finalidades. De acordo com dados do Censo 2010, 62,18% dos domicílios particulares permanentes de Bertioga são de uso ocasional. A existência de grande quantidade desse tipo de imóveis possui relação direta com a significativa população flutuante. Essa população ocupa o município, no verão, durante a temporada de férias. Entre 2000 e 2010, o crescimento dos domicílios de uso ocasional em Bertioga ocorreu num ritmo muito maior que o crescimento dos domicílios ocupados, contrariando a tendência da maior parte dos municípios do litoral paulista, que tiveram um crescimento mais intenso dos domicílios ocupados indicando fixação crescente de moradores. Em Bertioga, como nos demais municípios do litoral paulista, o turismo balneário é um segmento dos mais significativos da economia local e regional, contribuindo efetivamente para a dinâmica do setor terciário. Contudo, o predomínio das segundas residências, em detrimento da modalidade turística baseada em meios de hospedagem, provoca graves desequilíbrios nos espaços urbanos e traz enormes desafios. A implantação de infraestruturas urbanas dimensionadas para atender os picos das temporadas de veraneio é um desses desafios, pois ficam ociosas durante a maior parte do ano. Os sistemas de saneamento básico, de fornecimento de energia elétrica, de transportes e trânsito, entre outros serviços, são dimensionados de forma a atender população muito superior à residente. É possível estimar o tamanho da população flutuante em Bertioga e nos demais municípios litorâneos a partir de dados sobre o consumo de água e de energia elétrica ou da quantidade de lixo gerado e coletado. Bertioga está inserida no cenário futuro do litoral paulista, que provavelmente continuará sendo impactado pelo crescimento das suas cidades, pelo afluxo de turistas e por empreendimentos com impacto econômico, como a ampliação de rodovias, portos e a exploração do pré-sal, entre outros. >> INFORMAÇÕES GERAIS Com 482 quilômetros quadrados de extensão territorial (20,3% do total da Baixada Santista), Bertioga é, geograficamente, a segunda maior cidade da região. Localiza-se na linha periférica da Baixada Santista, ao longo do Oceano Atlântico e do Canal de Bertioga, fazendo divisa com os município de Santos, Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim, Salesópolis, Guarujá e São Sebastião. O acesso é feito pelas rodovias Rio-Santos (BR 101) e Mogi-Bertioga (SP-98) ou pelo ferry boat, que também permite a ligação com Guarujá. Faz parte da Região Metropolitana da Baixada Santista, juntamente com outras oito cidades – Peruíbe, Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente, Santos, Cubatão e Guarujá. O nome Bertioga é uma variação da palavra buriquioca, que no tupi-guarani significa morada dos macacos grandes. Buriqui é um tipo de macaco muito presente na região, tido como o maior das Américas. >> HISTÓRIA DA EMANCIPAÇÃO O movimento emancipacionista bertioguense persistiu por quase 47 anos, desde a anexação ao município de Santos, em 1944, até a conquista da autonomia, precedida pela realização do plebiscito de 19 de maio de 1991. O Decreto nº 14.334, de 30 de novembro de 1944, instituído pelo então governadores do Estado, Adhemar de Barros, anexou Bertioga e todo o litoral norte ao município de Santos. Em 1958, Epifânio Batista, o Faninho, Aldo Ennos de Moraes e Laureano Dias, entre outros, promoveram o primeiro plebiscito, para saber se a população concordava em derrubar o decreto ou se preferia continuar ligada ao município de Santos. Foram 219 bertioguenses que votaram contra a emancipação, contra 56 que votaram a favor. O movimento só foi retomado em 1982, pelo comerciante José Flávio Romero, o corretor de imóveis Pacheco Ferreira de Sá e Paulo Reis. Eles encabeçaram um abaixo-assinado com 100 assinaturas a favor da criação do município, que teve a consulta negada, pois na época Santos era considerada área de segurança nacional. Em 1985, foi criado o Movimento Pró-Emancipação de Autonomia de Bertioga, presidido por Licurgo Mazzoni, além de Jerônimo Lobato, Antônio Duarte e Antônio Gentílio Purita (vice-presidente), Pérsio Dias Pinto (1º tesoureiro), Abelardo de Araújo Barros (2º tesoureiro), Eunice Olsen Lobado (1ª secretária), Irene Vaz Pinto Lyra (2ª secretária) e um conselho deliberativo composto por José Nunes Viveiros, Carlos Sérgio dos Santos, Maria Izabel Rodrigues da Silva, entre outros. A Comissão era coordenada por Rubens Puccetti. Apesar de todas as dificuldades, o plebiscito foi marcado para o dia 05 de novembro de 1990, mas foi suspenso graças a uma liminar. Outros movimentos foram realizados até que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou uma nova data para a realização do plebiscito -19 de maio de 1991. Em 03 de outubro de 1992, a população de Bertioga foi às urnas escolher o primeiro prefeito e os vereadores que iriam compor a primeira Câmara Municipal do futuro município, que teve a apuração realizada no Ginásio de Esportes do Sesc Bertioga. A emancipação político-administrativa de Bertioga foi consolidada, efetivamente, a partir de janeiro de 1993, com a definição de seu primeiro prefeito, José Mauro Dedemo Orlandini, e de sua primeira Câmara de Vereadores, quando foram eleitos os seguintes vereadores: Lairton Gomes Goulart, Sérgio Pastori, Francisco Soto Barreiro Filho, Miguel Seiad Bichir Neto, Antônio de Jesus Henriques, Ney Mora Nehme, Nelson Turri, José Carlos Buzinaro e Antônio Rodrigues Filho. >> GESTÕES ADMINISTRATIVAS 1993 1996 – José Mauro Dedemo Orlandini 1997 a 2000 – Luiz Carlos Rachid 2001 a 2004 / 2005 a 2008 – Lairton Gomes Goulart 2009 a 2012 / 2013 a 2016 – José Mauro Dedemo Orlandini >> LEGISLATIVO MUNICIPAL – ATUAL Edvaldo Alecrim Silva Alfonso Dari Weiland Luís Henrique Capellini Elisabeth Dotti Consolo José Feliciano Irmão Marcia Regina Braz Lia Arlindo de Jesus Xavier Antônio Rodrigues Filho Valéria Bento >> TURISMO Bertioga é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. O município, que já teve grande importância no desenvolvimento do País, tem em seu complexo turístico a exuberante Mata Atlântica, praias e um patrimônio construído em quase 500 anos de história. A Aldeia Guarani Rio Silveira, o Forte São João e a Vila de Itatinga são alguns dos testemunhos de maior relevância histórica na região. Também conhecida como a porta de entrada do litoral norte, Bertioga vem explorando diversos segmentos do turismo, como o ecológico, de aventura, náutico, de acessibilidade, histórico-cultural, religioso entre outros. Bertioga tem 33 quilômetros de praias próprias para o banho de mar, que oferecem momentos de lazer e a prática de vários esportes, já que possui excelente condições de balneabilidade. As praias se dividem em Enseada, São Lourenço, Itaguaré, Guaratuba e Boracéia. >> FORTE SÃO JOÃO Fundado em 1547, às margens do Canal de Bertioga, é a fortaleza mais antiga e também mais bem conservada do Brasil. O primeiro Fortim de São Tiago, na Barra da Bertioga, foi reconstruído ao final do século XVII, em alvenaria de pedra e cal, tendo as suas obras definitivas sido concluídas em 1710. O desenho da sua planta apresentava o formato de um polígono retangular com guaritas e vértices. O Forte foi reformado a partir de 1765, tendo reedificada a sua capela, sob a invocação de São João e passou a ser denominado Forte São João da Bertioga. Na área do entorno do Forte fica o Parque dos Tupiniquins, onde está localizada a única estátua do País do cacique Tupinambá, o Cunhambebe, que esteve ali em 22 de setembro de 1563, acompanhado do padre José de Anchieta, para selar a paz entre colonos e nativos. >> VILA DE ITATINGA A Vila de Itatinga, onde funciona a Usina Hidrelétrica de Itatinga, que desde 1910 fornece energia para o Porto de Santos, é outro patrimônio de Bertioga. É composta por 70 casas construídas em estilo britânico original, posto médico, auditório, clube, padaria e pela Capela de Nossa Senhora da Conceição. A área é propriedade da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que criou a Vila para abrigar os funcionários da usina hidrelétrica. >> COLÔNIA DE FÉRIAS DO SESC Inaugurada em 1948, graças ao idealismo e à perseverança de Brasílio Machado Neto, a Colônia de Férias do Sesc desempenhou, ao longo das últimas décadas, um papel preponderante no desenvolvimento da cidade. A Colônia é realmente um oásis pela pureza de seu ar sem poluição, pela beleza de seus jardins e de seus bosques e por sua magnífica área de esportes e lazer, envolvendo recreação social e cultural, além de suas acomodações modernas e confortáveis. >> RIVIERA A Riviera é um bairro de Bertioga instalado por um empreendimento particular arrojado, organizado em três zonas: turística, residencial e mista. A implantação começou em 1979, com a abertura das primeiras ruas, a instalação da fábrica de guias e tubos de concreto, os trabalhos de abertura dos canais, a instalação do viveiro de mudas e os estudos para captação de água. >> HIDROGRAFIA A hidrografia em Bertioga abrange os seguintes rios: Rio Silveira: passa por uma reserva tupi-guarani, que tem uma área de mais de 948 hectares, localizada na divisa entre Bertioga e São Sebastião, com uma população aproximada de 500 indígenas. Rio Itapanhaú: tem sua nascente no município de Biritiba Mirim, desaguando no Canal de Bertioga. Drena uma área de 363 quilômetros quadrados, tendo como principais afluentes os rios Jaguareguava, da Praia e Itatinga. Rio Bananal: afluente do Rio Itapanhaú, é estreito e selvagem, encravado na exuberante Mata Atlântica. Rio Jaguareguava: é um rio de águas cristalinas e rasas, cujo nome tem origem tupi-guarani, que significa: onde a onça bebe água; nasce na serra e percorre cerca de cinco quilômetros de Mata Atlântica. Rio Itaguaré: deságua diretamente no Oceano Atlântico e é formado pelo Rio Perequê Mirim, que nasce na encosta da Serra do Mar, e ainda pelos afluentes dos rios Vermelho e Cachoeirinha Grande, que têm início em Biritiba Mirim. Rio Sertãozinho: nasce em Biritiba Mirim, desce a Serra do Mar em belas quedas até encontrar o Rio Guacá, quando suas águas formam o Rio Itapanhaú, já em Bertioga. No alto da serra, um lugar curioso, o rio é represado por uma grande rocha e pelo subterrâneo a água passa e sai, mais abaixo, em forma de jatos. Rio Itatinga: nasce na Serra do Mar e percorre 24 quilômetros antes de desaguar no Rio Itapanhaú. E é naquele ponto, já próximo ao Itapanhaú, que a Cia. Docas do Estado de São Paulo (Codesp) tem a usina que leva o seu nome, a qual teve uma importância econômica significativa, desde 1910, quando a sua queda-d’água, de 765 metros de altura, passou a ser aproveitada pela Usina Hidroelétrica da Vila de Itatinga, que até hoje ajuda a fornecer energia elétrica ao Porto de Santos. Rio Guaratuba: diferente dos demais rios de Bertioga, o Rio Guaratuba percorre uma orla plana, de areia clara e batida; tem sua nascente na Serra do Mar e o acesso a ele é controlado pela entrada de um condomínio. Deságua diretamente no Oceano Atlântico. >> RELEVO E SOLO O município de Bertioga é detentor de diferentes unidades sedimentares, de vegetação remanescente e de solos formados por areia silte e argila, sedimentos depositados pelo mar e pelos rios, que são predominantes da Planície Litorânea do Estado de São Paulo. É também cortado por diversos canais sinuosos de água salobra, influenciados pela maré, colaborando para o desenvolvimento dos mangues. Basicamente, Bertioga possui as seguintes formas de relevo: a escarpa da Serra do Mar e a Planície Litorânea ou Costeira, com alguns morros isolados: Itaguá, da Volta, do Tatu, do Acaraú, dos Bichos, Sete Cuias, entre outros. No revelo plano, o solo predominante é arenoso, com pouca argila e quantidades variáveis de matéria orgânica. Na encosta, a predominância é de solo argiloso. Em áreas de mangue, o solo é rico em matéria orgânica. >> ACESSOS E MOBILIDADE Antes do início das operações da Cia. Santense de navegação, na década de 1930 – que passou a ligar Bertioga e Santos por meio de duas barcas diárias -, apenas as lanchas da Cia. Docas de Santos serviam de transporte público regular para a população de Bertioga. Na verdade, a atividade principal dessas lanchas era transportar trabalhadores, alimentos e materiais destinas à Usina de Itatinga. Quando o empresário José Ermínio de Moraes, dono da Indústria Votorantim, comprou o Sítio Indaiá, localizado na ponta da Praia da Enseada, abriu-se um caminho por terra para o acesso ao Guarujá. A travessia do Canal de Bertioga era tão lenta que o empresário decidiu investir por conta própria na abertura do caminho rodoviário, que, muito precário no início, acabou se transformando anos depois, e somente após 20 anos foi incorporado pela jurisdição do Departamento de Estrada de Rodagem do Estado (DER), melhorando ainda mais com a implantação do serviço de balsas, que definitivamente ligou Bertioga ao Guarujá. Até 1940, a interligação entre as praias de Bertioga era feita com precariedade. Com a inauguração do oleoduto da Petrobrás, que liga o Terminal Marítimo Almirante Barroso, em São Sebastião, à Refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão, esse distanciamento ficou mais reduzido, em razão dos postos de radiocomunicação para controle do oleoduto que a Petrobras mantém nesse trajeto, e que ainda hoje atendem a todas as emergências. Na década de 1960 começam a surgir as primeiras linhas regulares de transporte coletivo. Em 1982 é inaugurada a Rodovia Mogi-Bertioga e em 1985 a Rodovia Rio-Santos, representando um novo marco no desenvolvimento de Bertioga. >> PRINCIPAIS FATOS HISTÓRICOS 2000 a.C.: Tribos primitivas vivem na região e deixam como testemunho de sua existência os sambaquis, que são antigos depósitos situados na costa, em lagoas ou rios do litoral e formados de montes de conchas, restos de cozinha e de esqueletos, amontoados por tribos selvagens que habitaram o litoral. 1531: Martim Afonso de Souza recolhe as velas de suas naus nas águas de Buriquioca, região habitada por Tupis. 1532: Martim Afonso de Souza funda a primeira vila do Brasil: São Vicente. 1532: É construída uma paliçada (espécie de trincheira) que dá origem ao Forte São João. 1537: Os Tupinambás atacam a pequena vila, resultando na morte de cerca de 200 homens nas imediações da fortificação. Entre os remanescentes estavam os irmãos Braga, filhos de Diogo Braga. 12 de janeiro de 1545: Bertioga é doada a Jorge Pires. 1547: O Forte São Tiago (hoje São João) é construído, em alvenaria. 1547: Hans Staden, um artilheiro alemão, chega ao Brasil e é nomeado condestável do Forte de São Filipe que, juntamente com o Forte São João de Bertioga, era responsável pela defesa da Vila de São Vicente. Capturado pelos Tupinambás, permaneceu prisioneiro entre eles por cerca de nove meses. 1551: Surgiu outra fortaleza, erguida ao lado oposto do Forte São Tiago, denominada São Filipe. Esses fortes tinham grande importância para a sobrevivência da Colônia Portuguesa no Brasil, pois eram dotados de um sistema de defesa estratégico. 1563: Chega à Capitania a notícia de que estaria sendo formada a Confederação de Tamoios. 14 de setembro de 1563: É firmado o Tratado de Paz de Iperoig. Março de 1564: Mem de Sá chega a Santos e São Vicente para aliciar reforços destinados à fundação da cidade do Rio de Janeiro. 27 de janeiro de 1565: Mem de Sá e os expedicionários de Santos, São Vicente e São Paulo partem de Bertioga, após missa campal junto ao Forte São Tiago, celebrada pelo padre Manoel da Nóbrega, e fundam a futura capital do Brasil: a cidade do Rio de Janeiro. Entre os anos de 1600 e 1700: foi criada em Bertioga a Armação das Baleias, motivada pelo advento da iluminação pública e particular do óleo de baleia no Brasil. 1764: Acontece a reforma total da fortaleza e da capela anexa à estrutura. Em louvor a São João Batista, o Forte passou à denominação de São João e contava com um regimento de fardamento ao estilo europeu, que serviu à fortificação, impedindo a passagem de invasores pelo Canal de Bertioga. 1910: A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que administra o Porto de Santos, constrói a Usina Hidrelétrica de Itatinga, junto ao Rio Itatins, para fornecer energia elétrica destinada ao cais de Santos. 1940: Bertioga é apenas um núcleo de pescadores. 1944: O então governador do Estado, Adhemar de Barros, decretou a anexação de todo litoral norte a Santos. 1945: Após a Segunda Guerra Mundial, a fortificação foi abandonada. 1946: A Prefeitura de Santos elevou Bertioga à condição de subprefeitura. 1950: Com a melhoria dos acessos viários, Bertioga se torna um polo turístico. 1958: A fortificação foi reformada e restaurada pelo extinto Serviço de Patrimônio Histórico, Artístico Nacional (SPHAN). 1962: Nasce o Museu João Ramalho, hoje sob a guarda do Instituto Histórico e Geográfico de Guarujá-Bertioga, funcionando nas dependências do Forte São João. 1966: Bertioga passa a contar com os serviços de eletricidade, implantados durante a administração do então prefeito de Santos, Sílvio Fernandes Lopes. 1969: É criado o distrito de Bertioga. Final da década de 1970: O desenvolvimento da região intensifica-se devido à abertura das estradas Mogi-Bertioga e Rio-Santos. 1979: Inicia-se o maior empreendimento imobiliário de Bertioga, a Riviera de São Lourenço. 19 de maio de 1991: É realizado o plebiscito que confirmaria a autonomia do distrito, transformando-o em um dos mais novos municípios paulistas. 5 de outubro de 1992: É realizada a primeira eleição e Bertioga consolida sua autonomia, elegendo seu primeiro prefeito e a primeira Câmara Municipal. >> Com informações: Revista Conto, Canto e Encanto com a Minha História. Bertioga a Caçula da Baixada Santista – Editora Noovha América; Censo Demográfico IBGE, 2010; Instituto Pólis – Diagnóstico Urbano SocioambientalLimpa Fossa Limpa Fossa em Caieiras Limpa Fossa em Francisco Morato Limpa Fossa em Franco da Rocha Limpa Fossa em Itapecerica da Serra Limpa Fossa em Jandira Limpa Fossa Ribeirão Pires Limpa Fossa Arujá Limpa Fossa Atibaia Limpa Fossa Cotia Limpa Fossa em Barueri Limpa Fossa em Carapicuíba Limpa Fossa em Ferraz de Vasconcelos Limpa Fossa em Itapevi Limpa Fossa em Mauá Limpa Fossa em Osasco Limpa Fossa em Santana de Parnaíba Limpa Fossa Embu das Artes Limpa Fossa Embu Guaçu Limpa Fossa Guarulhos Limpa Fossa Itaquaquecetuba Limpa Fossa Mairiporã Limpa Fossa Mogi das Cruzes Limpa Fossa no Abc Limpa Fossa Santo André Limpa Fossa em Diadema Desentupidora em Piraju Limpa Fossa São Bernardo Limpa Fossa São Caetano Limpa Fossa Suzano Limpa Fossa em Campinas Limpa Fossa em Guarujá Limpa Fossa em Mongaguá Limpa Fossa em Peruibe Limpa Fossa em Itanhaem Limpa Fossa em Cubatão Limpa Fossa em São Vicente Limpa Fossa na Praia Grande Limpa Fossa em Santos Limpa Fossa em Poá Limpa Fossa em Taboão da Serra Desentupidora Zona Leste Desentupidora em Guaianazes Desentupidora em José Bonifácio Desentupidora em São Mateus Desentupidora em São Rafael Desentupidora na Cidade Tiradentes Desentupidora na Vila Curuça Desentupidora na Vila Jacuí Desentupidora no Anália Franco Desentupidora no Iguatemi Desentupidora na Vila Formosa Desentupidora no Jardim Helena Desentupidora no Lajeado Desentupidora no Parque do Carmo Desentupidora no Parque São Lucas Desentupidora Aricanduva Desentupidora Artur Alvim Desentupidora Cangaiba Desentupidora em Itaquera Desentupidora em São Miguel Desentupidora na Água Rasa Desentupidora na Vila Matilde Desentupidora na Cidade Líder Desentupidora na Mooca Desentupidora na Penha Desentupidora na Ponte Rasa Desentupidora na Vila Carrão Desentupidora na Vila Prudente Desentupidora no Belenzinho Desentupidora no Itaim Paulista Desentupidora no Sapopemba Desentupidora no Tatuapé Desentupidora em Ermelino Matarazzo Hidrojateamento Hidrojateamento em Atibaia Hidrojateamento em Barueri Hidrojateamento em Campinas Hidrojateamento em Santana de Parnaíba Hidrojateamento em Guarulhos Hidrojateamento em Itaquaquecetuba Hidrojateamento em Mauá Hidrojateamento em Mogi das Cruzes Hidrojateamento em Osasco Hidrojateamento em Santo André Hidrojateamento em São Bernardo Hidrojateamento em São Caetano Hidrojateamento em São José dos Campos Hidrojateamento em São Paulo Hidrojateamento no ABC Desentupidora no Interior SP Desentupidora em Campinas Desentupidora em Americana Desentupidora em Hortolândia Desentupidora em Indaiatuba Desentupidora em Itatiba Desentupidora em Jundiaí Desentupidora em Paulínia Desentupidora em Santa Barbara do Oeste Desentupidora em Sumaré Desentupidora em Valinhos Desentupidora em Caçapava Desentupidora em Jacareí Desentupidora em São José dos Campos Desentupidora em Taubaté Desentupidora em Sorocaba Desentupidora em Itu Desentupidora em Salto Desentupidora em Vinhedo Desentupidora em Itupeva Desentupidora na Zona Sul Desentupidora na Cidade Dutra Desentupidora no Grajaú Desentupidora no Jardim São Luís Desentupidora no Sacomã Desentupidora no Socorro Desentupidora Campo Grande Desentupidora em Moema Desentupidora em Santo Amaro Desentupidora Ibirapuera Desentupidora na Saúde Desentupidora na Vila Andrade Desentupidora na Vila Mariana Desentupidora na Vila Olímpia Desentupidora no Morumbi Desentupidora no Brooklin SP Desentupidora no Campo Belo SP Desentupidora no Campo Limpo Desentupidora no Cursino Desentupidora no Ipiranga Desentupidora no Jabaquara Desentupidora no Jardim Europa Desentupidora na Grande SP Desentupidora em São Paulo Desentupidora em Guarulhos Desentupidora em Embu Guaçu Desentupidora em Poá Desentupidora em Itapecerica da Serra Desentupidora em Franco da Rocha Desentupidora em Embu das Artes Desentupidora Santana de Parnaíba Desentupidora em Santa Isabel Desentupidora em Suzano Desentupidora em Guararema Desentupidora em Jandira Desentupidora em Itapevi Desentupidora em Aruja Desentupidora em Caieiras Desentupidora em Taboão da Serra Desentupidora em Itaquaquecetuba Desentupidora em Carapicuíba Desentupidora em Atibaia Desentupidora em Barueri Desentupidora em Mogi das Cruzes Desentupidora em Osasco Desentupidora em Cotia Desentupidora na Tijuca Desentupidora na Zona Norte Desentupidora em Perus Desentupidora na Brasilândia Desentupidora no Imirim Desentupidora no Jaraguá Desentupidora na Vila Medeiros Desentupidora no Tremembé Desentupidora no Tucuruvi Desentupidora Parque Edu Chaves Desentupidora em Pirituba Desentupidora em Santana Desentupidora na Casa Verde Desentupidora na Freguesia do Ó Desentupidora Parque São Domingos Desentupidora no Bairro do Limão Desentupidora na Vila Maria Desentupidora no Jaçanã Desentupidora Parque Novo Mundo Desentupidora Vila Nova Cachoeirinha Desentupidora no Mandaqui Desentupidora na Vila Guilherme Desentupidora Zona Oeste Desentupidora na Vila Sônia Desentupidora no Jaguará Desentupidora em Perdizes Desentupidora no Alto de Pinheiros Desentupidora em Pinheiros Desentupidora na Lapa Desentupidora na Pompeia Desentupidora na Vila Madalena Desentupidora no Rio Pequeno Desentupidora no Butantã Desentupidora no Itaim Bibi Desentupidora no Jaguaré Desentupidora no Jardim Paulista Desentupidora na Vila Leopoldina Serviços de Desentupimentos Desentupidora 24 horas Desentupidora de Esgoto Desentupidora de Pia Desentupidora de Ralos Desentupidora de Vaso Sanitário Desentupidora SP Desentupimento Desintupidora Desemtupidora Desentupidora no Litoral Desentupidora em Cubatão Desentupidora em Itanhaém Desentupidora em Mongaguá Desentupidora em Peruíbe Desentupidora em Praia Grande Desentupidora em Santos Desentupidora em São Vicente Desentupidora no Guarujá Desentupidora em Bertioga Desentupidora Centro de SP Desentupidora em Santa Cecília Desentupidora na Praça da Sé Desentupidora na República Desentupidora no Brás Desentupidora na Avenida Paulista Desentupidora na Consolação Desentupidora no Pari Desentupidora no Cambuci Desentupidora na Liberdade Desentupidora na Barra Funda Desentupidora no Bom Retiro Desentupidora na Grande ABC Desentupidora em Diadema Desentupidora em Mauá Desentupidora em Ribeirão Pires Desentupidora em Santo André Desentupidora em São Bernardo Desentupidora em São Caetano Desentupidora no ABCDesentupidor de Esgoto Preço Baixa em Bertioga – SP. Empresa de desentupimento de esgoto com Preço Baixa em Bertioga – SP, tem técnicos especializado em desentupimento de esgoto. Hoje mantém a frota mais O principal benefício do desentupimento de esgotos é normalizar a saída de água dos canos de esgoto, vasos, pias e ralos, evitando assim incômodos no dia-a-dia de sua família.moderna do Brasil com variados equipamentos para solucionar os diversos casos de entupimento. Atendemos a Bertioga – SP e toda os brirro da Bertioga – SP. é uma desentupidora 24 horas de esgoto que também atende estabelecimentos comerciais, residências, indústrias, escolas, hospitais e condomínios de Bertioga – SP. O desentupimento é um serviço que retira 100% dos detritos que entopem a rede de esgoto. Nossos técnico em serviços de Desentupimento de Esgoto em Bertioga – SP, são capazes de desobstruir todo tipo de tubulação, redes de esgotos, ralos, pias, vasos sanitários,colunas, galerias, calhas e outros. Contamos com os profissionais mais experientes do mercado e assim atingimos a posição de melhor Desentupidora Esgoto da região de Bertioga – SP. Arealiza trabalhos de Desentupimento Esgoto em Bertioga – SP. Oferecemos o menor preço e uma visita gratuita com atendimento imediato e um orçamento sem compromisso. O Desentupimento é realizado em Bertioga – SP e toda a região de Bertioga – SP. Na região de Bertioga – SP os problemas de entupimento acontecem com muita freqüência, e na maioria das vezes, empresas sem qualificações acabam prestando um serviço de má qualidade e colocando o patrimônio do cliente em risco. A empresatem uma vasta experiência no mercado de Desentupimento de Esgoto em Bertioga – SP. Sabemos que se quebrarmos algo como: pisos, azulejos e outras coisas do tipo, nunca mais ficara como antes, nossas equipes realiza Desentupimento de Esgoto sem quebra pisos e azulejos. Para a solução de entupimentos em residências, edifícios, condomínios, indústrias, comércio, escolas, clínicas e demais setores de atividades, o melhor é chamar a Desentupidora de Esgoto em Bertioga – SP, que sempre tem uma equipe pronta para atender e garantir a maior segurança na realização de reparos de esgoto, cano, ralo, pia, tanque, vaso sanitário, etc. Para a solução de entupimentos em residências, edifícios, condomínios, indústrias, comércio, escolas, clínicas e demais setores de atividades, o melhor é chamar a Desentupidora de Esgoto em Bertioga – SP, que sempre tem uma equipe pronta para atender e garantir a maior segurança na realização de reparos de esgoto, cano, ralo, pia, tanque, vaso sanitário, etc. A Desentupidora Esgoto em Bertioga – SP, além das máquinas com cabos flexíveis e ponteira para cada tipo de serviços, as equipes da, utilizam equipamentos de hidrojateamento capazes de triturar com jato de alta pressão os mais resistentes resíduos solidificados encontrados no interior de qualquer tipo de encanamento, removendo-os para fora até mesmo em grandes distâncias. A vantagem do hidrojateamento realizado pela Desentupidor Esgoto em Bertioga – SP, é executar a completa limpeza das paredes em tubulações de esgoto e galerias, não deixando nenhum resíduo e preservando a integridade dos sistemas. Felizmente os moradores e estabelecimentos da região podem contar com a melhor Desentupidora Esgoto da Bertioga – SP, para efetuar todo o tipo de serviço sem que nada seja tirado do lugar. Se você já se cansou de ter problemas com entupimento de ralos, pias, vasos sanitários e outros tipos de encanamento, chame a Desentupidora Esgoto de Bertioga – SP, que resolverá com rapidez e eficiência, garantindo o melhor serviço entre as Desentupidora de Esgoto em Bertioga – SPé uma empresa de Desentupimento de Esgoto em Bertioga – SP, esta preparada para lhe atender todos os dias da semana, sábados, domingos e feriados. Aé uma empresa especializada nos serviços de saneamento técnico industrial e residencial na região de Bertioga – SP. Iniciou suas atividades ha 12 anos atendendo uma demanda do deficiente sistema preservaçã Desentupidor de Esgoto em Bertioga – SP tem um diferencial na hora do desentupimento, ocorrerá em um prazo pré- determinado pela equipe, e o cliente poderá optar por acompanha ou não o serviço no local enquanto os funcionários estiverem trabalhando. A Universo Ambium empresa especializadas em desentupimento de esgoto, através de hidrojateamento de alta pressão, para limpeza de esgoto,estão aptas a realizar o desentupimento e Limpeza da rede de esgoto, para iniciar o trabalho é preciso estar de acordo com as normas regulamentadoras que certificam a qualidade dos serviços prestados. A Ua todos os requisitos exigidos para realizar desentupimento, dispondo de profissionais altamente qualificados e treinados frequentemente e equipamentos desenvolvidos através das mais recentes tecnologias que asseguram a qualidade do trabalho e segurança de seus operadores. Realisamos desentupimento de águas pluviais e esgotos, entre outros. São realizados com equipamentos de baixa, média, alta, ultra pressão sem danificar a tubulação, ideal para área de saneamento básico, desobstrução de rede de esgoto. Serviços oferecidos, desentupimento de esgoto em Bertioga – SP, limpeza de reatores, limpeza de trocadores de calor, limpeza de condensadores, limpeza de tubulações, limpeza de galerias, limpeza de fachadas, limpeza de caixas, limpeza de tanques. O desentupimento com hidrojateamento em Bertioga – SP 24 horas. Oferecemos o melhor custo beneficio do mercado ao nossos clientes. Realizamos serviço de desentupimento de esgoto em Bertioga – SP através de Hidrojateamento. É uma tecnologia limpa que não utiliza nenhum tipo de produto químico, conseqüência não agride o meio ambiente. Nossa empresa oferece serviço de desentupimento com orçamento no local, com profissionais treinados e capacitados atendemos todos os dias da semana não cobraram taxa de visita. SISTEMA DE LIMPEZA COM HIDROJATEAMENTO A ALTA PRESSÃO: – Sistema de envio de água que possuem bicos na ponta, com aberturas cuja função é acelerar a velocidade do liquido. Partículas sólidas ou aditivas químicos podem ser introduzidas, mas a saída, em todos os casos, será através de uma corrente livre. Em termos destas PR’s, o sistema deve incluir bomba (dispositivo produtor de pressão), mangueiras, lanças, bicos, válvulas e dispositivos de segurança, assim como quaisquer elementos de aquecimento ou sistemas de injeção adicionais. Média pressão. – Limpeza Técnica Industrial com Hidrojateamento Industrial de média pressão é 10 vezes mais forte que os compressores de água comuns, o hidrojateamento de média pressão possibilita a desobstrução de canos esgoto, limpando com precisão as paredes das tubulações de esgoto fluvial, lavagem de concreto e fachadas de prédios e indústrias. · Alta pressão. – O Hidrojateamento Industrial de alta pressão tem uma força que possibilita o corte de estruturas de concreto, o hidrojateamento de alta pressão é uma alternativa que as indústrias precisam para limpeza de caldeiras, trocadores de calor entre outros. Esta opção facilita o processo de limpeza em áreas inalcançáveis. Ultra pressão. – Limpeza Técnica Industrial com Hidrojateamento Industrial de ultra pressão é um equipamento de (Altíssima) pressão de água limpa, desenvolvida para limpeza de superfícies metálicas, remoção de tintas, ferrugens e incrustações de difícil remoção em estruturas, pisos (criar rugosidade e remoção das regiões fissuradas), pisos contaminados, corte de concreto e metal, tubulações internas e externas e etc. O processo de Hidrojateamento é feito com a utilização de bicos rotativos que são conectados em lanças ou em mangueiras e através de um intenso movimento de rotação, limpam toda a extensão da área a ser desobstruída. Nos serviços de limpeza com jateamento de água em alta pressão a ação da água pressurizada concentrada em fortes jatos limpa facilmente sujeiras incrustadas em pisos, fachadas ou outras superfícies. Este serviço é realizado com caminhão ou estação fixa de trabalho equipado com reservatório de água, sendo alta pressão ou vazão, dependendo do tipo de obstrução, acompanhado de acessórios, EPIs e técnicos altamente qualificados para execução dos serviços. ONDE PODE SER APLICADO O HIDROJATEAMENTO? – O Hidrojateamento é aplicado em desentupimentos que exijam precisão, freqüentemente encontradas em galerias pluviais e redes de esgoto. Este serviço é muito utilizado em limpeza industrial, misturadores e caldeiras para remover graxas e gorduras em geral. – O Hidrojateamento de alta pressão ainda é utilizado para a limpeza pesada ou de grandes áreas, o Hidrojateamento é aplicado em pisos, paredes, fachadas, ruas, avenidas, estradas, pátios. SISTEMA DE HIDROJATEAMENTO A ALTA PRESSÃO: – Sistema de envio de água que possuem bicos na ponta, com aberturas cuja função é acelerar a velocidade do liquido. Partículas sólidas ou aditivas químicos podem ser introduzidas, mas a saída, em todos os casos, será através de uma corrente livre. Em termos destas PR’s, o sistema deve incluir bomba (dispositivo produtor de pressão), mangueiras, lanças, bicos, válvulas e dispositivos de segurança, assim como quaisquer elementos de aquecimento ou sistemas de injeção adicionais. LIMPEZA COM ÁGUA A ALTA PRESSÃO: – Corresponde ao uso de água à alta pressão, com ou sem adição de outros líquidos ou sólidos para remover materiais indesejáveis de várias superfícies, onde a pressão do jato d’água exceda 1.000 psi (70 BAR) no orifício. CUIDADO: – O limite inferior de 1.000 psi (70 BAR) não significa que pressões abaixo deste limite não causem ferimentos ou requeiram menos atenção aos princípios destas PR’s. Precauções adequadas, similares a estas PR’s são requeridas a qualquer pressão. CORTE COM ÁGUA A ALTA PRESSÃO: – Corresponde ao uso de água e alta pressão, com ou sem a adição de outros líquidos ou sólidos, para penetrar na superfície de materiais com o propósito de cortá-los,onde a pressão do jato de água exceda a 1.000 psi no orifício. LIMPEZA PREVENTIVA. – Contrato de manutenção visou à satisfação de nossos clientes e geramos economia e segurança nos casos em que se podem antever problemas, como inundações e acúmulo de resíduos (químicos, alimentícios, têxteis, petroquímicos, reciclados, frigoríficos, etc.). A limpeza industrial assume, então, papel vital na melhoria do meio ambiente. A utilização tecnológica do sistema de hidrojateamento possibilita as mais diversas aplicações na limpeza de: – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIAS DE CELULOSE E PAPEL – Limpeza de tanques decantadores, caldeiras, digestores, tubulações, evaporadores; – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIAS METALÚRGICAS – Limpeza de espinas, desgaseificadores, filtros eletrostáticos, pontes rolantes, sistema de linha suspensa de produtos, trocadores de calor autoclaves, etc.; – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIAS QUÍMICAS E TÉXTEIS – Limpeza de esgotos industriais, torres de resfriamento, equalizadores, tanques de tratamento de efluentes, estações de tratamento de esgotos, galerias de águas pluviais e etc. – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIAS DE MINERAÇÃO E VIDRARIAS – Limpeza de decantadores, tubulações de escoamento de produtos, rede sanitária industrial e tanques de tratamento de água (ETA); – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS – Limpeza de reatores, resfriadores, torres de água gelada, colunas de destilação, condensadores; bandejas de espumas e dutos de saída; – HIDROJATEAMENTO EM SIDERÚRGICAS – Limpeza geral de apoio à manutenção, limpeza de trocadores, moldes de lingote, sistema de refrigeração de alto forno, autoclaves, canais, galerias, tubulações, maquinas; – HIDROJATEAMENTO EM CIMENTEIRA – remoção dos anéis dos fornos giratórios, limpeza e corte, e remoção de colagens dos pré-aquecedores; – HIDROJATEAMENTO EM INDÚSTRIA NAVAL – Limpeza e remoção de elos de correntes, ancoras, incrustação em cascos de navios, – HIDROJATEAMENTO EM SERVIÇOS PÚBLICOS – Limpeza e desobstrução de adutoras, bocas de lobo, emissários de esgotos, galerias; – HIDROJATEAMENTO EM OUTROS SEGUIMENTOS INDUSTRIAIS – Usinas de açúcar e álcool; alimentícia, tintas; – HIDROJATEAMENTO EM CONSTRUÇÃO CIIL – Construtoras, condomínios e contratos com prefeituras para serviços emergenciais de desentupimento de rede de esgotos de vias públicas e limpeza de fossas. NOSSA EQUIPE: – Com profissionais altamente capacitados com equipamentos de última geração, a Desentupidora de Esgoto em Bertioga – SP, está à disposição para atendimento emergencial 24 horas em qualquer dia da semana e feriado. Nosso objetivo é solucionar o problema de entupimento seja ele qual for de forma rápida, limpa e eficaz. Solucionando os problemas causados pelos entupimentos. Desentupimento de esgotos, pias, ralos, vasos sanitários, caixa de gordura, conduítes e tubulações em geral. Pequenos cuidados fazem diferença. A gordura que joga na pia, aquele fio dental que Descuidadamente cai no lavatório, às sobras de comida que descuidadamente cai na pia, fios de linha no ramal do tanque ou maquina de lavar, a poeira varrida no cotidiano em toda a casa que eventualmente cai num ralo, etc. Todos são fatores que causam ou colaboram mesmo que lentamente para entupimentos. Industrial- Corporativo -Órgão Publico – Residencial. Realizamos Desentupimento de tubulações independente do comprimento, diâmetro, número de curvas e complexidade da operação. Trabalhamos com seriedade para trazer a solução do seu problema no mais curto espaço de tempo. A Desentupidora em Bertioga – SP, é especialista em operações de Desentupimento e desobstrução de tubulações. Nossas operações contam com um planejamento detalhado e uma execução cuidadosa, evitando danificar a estrutura já existente. Oferecemos atendimento rápido e de qualidade para atender qualquer tipo de emergência na área de desentupimento. Conte conosco para desentupir tubulações, ralos, pias, tanques e vasos sanitários. Dica da Desentupidora Esgoto em Bertioga – SP. Quando alugamos ou compramos uma casa devemos questionar para onde vão os esgotos. E mais se é fossa onde está e quando foi a ultima vez que foi limpa. O serviço de limpeza de fossa é necessário e deve ser levado em questão no momento da compra ou locação da casa. Outro fator de suma importância e a localização da fossa muitas vezes o prejuízo é imenso para localizar a fossa, quebra de pisos, paredes e o que é pior interdição da casa por não poder usar o esgoto. Dica: – Verifique na conta de água a existência ou não de taxa de esgotos. Porem os casos em que a fossa não foi desativada apenas ligada no esgoto publico através de uma caixa de passagem. Outra situação menos comum é a existência da cobrança de taxa de esgotos e sendo que não existe ligação para a rede publica e sim fossa. “Fossa tem tempo de validade?: A validade de uma fossa depende dos seguintes fatore 1- Dimensões internas da fossa; 2- Tipo de solo (argiloso, arenoso, etc.); 3- Quantidade de banheiros que a casa possui; 4- Tipo de revestimento interno da fossa; 5- Existência ou não de uma fossa séptica; De um modo geral podemos dizer que uma fossa bem feita e considerando os fatores já descritos o seu tempo de validade e de 3 a 8 anos. A primeira limpeza de fossa sendo necessária. A próxima poderá ser necessária em menos de doze meses, por quê? Vamos imaginar que uma fossa enche porque a sua capacidade de absorção não é mais possível, ou seja, o movimento de encher durante o dia e baixar durante a noite já não acontecem. Neste caso o solo esta encharcado como uma esponja e será necessário um desentupimento na certa. Na verdade neste estágio se a fossa for totalmente limpa as paredes devolvem o liquido para fossa. Uma fossa vencida inviabiliza a limpeza de fossa por completa poderá se tornar mensal em casos mais extremos e não menos comum semanal. O que Fazer?: Agora a solução é uma nova fossa. Distante da primeira o suficiente para não ter contado com o solo carregado e úmido; Respeitando a lei da gravidade “os líquidos vão correr para baixo”. Finalizando consulte sempre um especialista em desentupimento. A Qualidade e Preço Baixo. – Enquanto outras empresas podem causar um real estrago na arquitetura do seu ambiente, a Desentupidora em Bertioga – SP, preza por um serviço prático que preserva o local, evitando a destruição de pisos e assoalhos. Isso mesmo! Não bastasse termos os melhores profissionais trabalhando ao nosso dispor e atendermos sua necessidade em qualquer momento que você precisar, nós também trabalhamos com rígidos processos de treinamento em nossa equipe para preservar a todo o custo a manutenção de sua casa ou estabelecimento. Nunca jogue na pia da cozinha restos de gordura e óleo, pois estes materiais se solidificam no interior das tubulações, causando obstruções nos ramais da pia e em toda a rede geral de esgoto. Outra dica importante para economiza dinheiro e manter os encanamentos de esgoto limpos. A cada 15 dias, encha a cuba da pia da cozinha com água fervendo e sabão em pó e solte todo o volume de uma só vez. Assim, as placas de gordura em formação são eliminadas do sistema de tubulação. Nunca use substâncias corrosivas (tipo soda cáustica ou ácido) para tentar desentupir canos de gordura e esgoto. Além de não resolver o problema, estes produtos causam rupturas na tubulação, pois a maioria é feita de PVC. Nunca use objetos pontiagudos na tentativa de desentupir tubulações de esgoto. Eles podem causar avarias nas curvas de 45° ou de 90° e dar a falsa impressão de desentupimento enquanto, na verdade, a água pode estar escoando por uma ruptura, se alojando no subsolo e acarretando prejuízos tanto para as fundações como para a estrutura dos imóveis. E quando forem percebidos, os resultados já poderão ter alcançado proporções desastrosas. No Brasil, o papel higiênico usado costuma ser descartado em “lixeiras”. Nos países desenvolvidos, o armazenamento deste papel sujo é considerado um hábito anti-higiênico. Na Europa, a prática comum é usar a própria rede de esgoto para realizar o descarte. Papel higiênico PODE SER SIM ser jogado no vaso sanitário! Por se dissolver na água, não causa qualquer tipo de entupimento (mesmo em vasos sanitários com caixas acopladas). Quando descartado em quantidades adequadas, o papel higiênico passa naturalmente pelo sistema sifonado do vaso sanitário e se degrada na rede de esgoto. E para desodorizar vasos sanitários, de preferência use pedras sanitárias (daquelas que ficam presas com um fino fio de arame e se dissolvem naturalmente). Suportes de desodorizadores que permitem o uso de refil podem cair no vaso sanitário e provocar entupimentos. Caixas de inspeção jamais devem ter tampas lacradas. Apenas devem ser calafetadas com gesso e cimento branco para evitar que exalem mau cheiro proveniente do esgoto e possibilitar a remoção imediata da tampa para executar verificações e manutenções, sem acarretar a necessidade de quebras e causar transtornos. Absorventes higiênicos e preservativos JAMAIS devem ser descartados na rede de esgoto sob qualquer hipótese! São potenciais agentes causadores de entupimentos, não são biodegradáveis e os materiais usados em sua composição demoram a se decompor. Dedique atenção especial a limpeza dos ralos sifonados. Além de evitar mau cheiro na rede de água servida, eles evitam que resíduos como fios de cabelo e até a gordura que sai de nossos corpos durante o banho chequem a rede de esgoto. Sua manutenção é simples e fácil: basta remover a tampa dos ralos e usar luvas para retirar os materiais que ficam retidos no interior dos sifonados. Realize esta prática com frequência e evite a ocorrência de entupimentos. Mantenha limpas as calhas que captam águas provenientes dos telhados. Folhas, fuligem e outros agentes são causadores de entupimentos nestes condutores e a longo prazo pode comprometer a funcionalidade de todo o sistema. As redes, ramais, condutores, calhas e demais mecanismos que fazem a captação de águas pluviais devem ser verificados, limpos e testados sempre antes do início de cada temporada das chuvas. Não seja surpreendido!: Realizar manutenções preventivas é sempre muito mais barato. Com elas, você economiza tempo e dinheiro. Para uma manutenção segura e garantida, contrate empresas especializadas. Ao contratar aDesentupidora 24 horas para desentupir a rede de esgoto você tem a garantia de contar com uma empresa autorizada pela SABESP e outros órgãos regulamentardores e que trabalha dentro das principais normas de qualidade e segurança. Entre os diferenciais do desentupimento de esgotos, nos destacamos pela capacidade de encontrar o local exato do entupimento sem a necessidade de quebrar calçadas ou paredes. Prevenção é a melhor maneira de evitar o entupimento de esgotos. Você mesmo pode contribuir para evitar o entupimento da rede de esgotos. São detalhes que às vezes passam despercebidos durante o dia, mas que com o tempo podem fazer a diferença. Veja algumas dicas daDesentupidora de esgotos, aguas pluviais, pias e ralos. Evite jogar objetos e detritos no vaso sanitário, como por exemplo, papel higiênico, absorventes, embalagens de produtos de higiene pessoal, etc. Ao lavar a louça, muita atenção. Não jogue restos de comida ou óleo usado (pode corroer o encanamento) no ralo da pia, assim você evita que detritos caiam direto na caixa de gordura. Após o banho recolha todos os fios de cabelo que ficam acumulados em torno do ralo. Esse simples esforço pode evitar problemas no encanamento. Não jogue folhas, pedras ou restos de materiais de construção quando for lavar a varanda ou calçada em sua residência. Qualquer tipo de detrito pode entupir o esgoto com o tempo. Coloque calhas no telhado de sua casa para escoar a água da chuva diretamente para os locais indicados (bocas de lobo) e não para o encanamento que vai direto para a rede de esgoto. Não jogue material químico em esgotos industriais. Fique sempre atento com o escoamento da água. O entupimento da rede de esgoto pode ser percebido com a lentidão da saída de água. Tecnologia e Benefícios do Desentupimento de Esgotos em Bertioga – S desentupidora possui os equipamentos certos para realizar o desentupimento de esgotos, como por exemplo, caminhões adaptados com bombas de alta pressão para sugar os detritos em rede de esgotos doméstica, esgotos pluviais e industriais. Um dos principais benefícios de conservar a rede de esgotos sempre limpa é evitar o retorno da água através da pia da cozinha, ralo do banheiro e vaso sanitário. Além disso, em época de chuva, o desentupimento de esgotos garante a passagem natural da água e diminui consideravelmente as chances do surgimento e proliferação de pragas. Garanta um ambiente mais saudável para sua família, para os funcionários de sua empresa e clientes de seu comércio. O desentupimento de esgotos é uma das soluções que a Universo  Desentupidora Bertioga – SP, oferece para você ter mais tranquilidade durante o dia e noite. Não seja surpreendido! Realizar manutenções preventivas é sempre muito mais barato. Com elas, você economiza tempo e dinheiro. Para uma manutenção segura e garantida, contrate empresas especializadas. Oferecemos atendimento 24 horas Conheça os nossos cerviços. Desentupidora de tubulação cloacal + Desentupidora de esgoto + Desentupidora de esgoto cloacal + Desentupidora de esgoto pluvial + Desentupidora de cano cloacal + Desentupidora de cano pluvial + Desentupidora de rede de Esgotos + Desentupidora de rede de Águas Pluviais + Desentupidora de rede de Águas cloacais + Desentupidora de rede de esgoto pluvial + Desentupidora de rede de esgoto cloacal + Desentupidora de caixa de inspeção + Desentupidora de fossa séptica + Desentupidora de fossa + Desentupidora de fosso + Desentupidora com caminhão + Desentupidora com caminhão limpa fossa + Desentupidora com caminhão de limpeza de fossa + Desentupidora com caminhão de hidrojato + Desentupidora com caminhão de hidrojateamento + Desentupir água pluvial + Desentupir redes de esgoto em geral + Desentupir tanques + Desentupir tubulação de água limpa + Desentupir tubulação de fossa + Desentupir tubulações comerciais + Desentupir tubulações industriais + Desentupir vasos sanitários + Desentupir tanques + Desentupir vasos sanitários + Desentupir canos + Desentupir coluna +Desentupidora de Bertioga – SP +Desentupidora em Bertioga – SP +Desentupidora Bertioga – SP +Desentupidora em Esgoto em Bertioga – SP +Desentupidora de Esgoto em Bertioga – SP +Desentupidora de Caixa de Esgoto em Bertioga – SP +Desentupidora de Pia em Bertioga – SP +Desentupidora de Ralo em Bertioga – SP +Desentupidora de Cano em Bertioga – SP +Desentupidora de Vaso Sanitário em Bertioga – SP +Desentupidora de Galeria em Bertioga – SP +Desentupidora de Calha em Bertioga – SP +Desentupidora de Fossa em Bertioga – SP +Desentupidora Desentupimento em Bertioga – SP +Desentupir coluna BERTIOGA – SP: SERVIÇOS DE DESENTUPIMENTO, DEDETIZAÇÃO E HIDROJATEAMENTO DESENTUPIDORA 24 HORAS Encanador Preço Baixo 24Horas Preço de Dedetização Como Acabar Com Cupins em Casa LIMPEZA DE FOSSA SÉPTICA